Período de chuvas aumenta casos de doenças em crianças

Governador do RJ afirma que militares “erraram muito” ao atirar em carro com família
11 de abril de 2019
Medida provisória que cria 13º no Bolsa Família só deve ser editada em outubro
11 de abril de 2019

Na quadra invernosa, os dias podem alternar em sol forte e chuvas intensas e, com isso, as crianças tendem a ficar mais vulneráveis. Arboviroses como dengue, zika e chikungunya, além da gripe, acabam atingindo com maior gravidade as crianças menores de seis anos e o quadro pode ser mais delicado quando associado a doenças crônicas respiratórias como asma.

“Todo começo de ano no Estado do Ceará, há um aumento de demanda da pediatria”, pontua o Diretor Técnico do Hospital da Sociedade de Assistência e Proteção a Infância de Fortaleza (Sopai), Fabrício César. O médico também lembra que essas doenças sazonais em conjunto com enfermidades relacionadas ao coração, rins e cérebro também podem levar a internações hospitalares.

Entre as medidas preventivas, o médico lembra a importância da higiene pessoal e a do ambiente em que a criança fica, reforçando que é necessária uma estrutura de saneamento básico adequada. Outro fator relevante para o Fabrício César está no leite materno: “crianças que foram amamentadas exclusivamente ao seio até os 6 meses e que permaneceram mamando por mais tempo têm, estatisticamente, menos chances de ter essas doenças ou de complicações” diz.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Atitude Online