Vertical e objetivo com Arrascaeta, Flamengo envolve o Vasco e se aproxima do título

Rogério Ceni vence Clássico-Rei pela 1ª vez e Fortaleza quebra outros três tabus sobre o Ceará
15 de abril de 2019
Itapajé – Camilo Santana fala Sobre a Rodoviária do Município
15 de abril de 2019

Foi um Flamengo diferente neste domingo. A entrada de Arrascaeta mudou o jeito de jogar. Mais vertical, o Rubro-Negro foi objetivo. Apesar de um primeiro tempo com muitos erros, o time de Abel foi melhor do que o Vasco durante todo jogo e construiu o resultado na etapa final. O placar de 2 a 0, que poderia ser maior tamanha a superioridade, deixou próximo o título do Campeonato Carioca.

Abel surpreendeu. Apesar dos pedidos por Arrascaeta, poucos acreditavam que o treinador sacaria Diego, capitão do Flamengo, em uma final. A decisão se mostrou acertada. O uruguaio vive um momento melhor. É mais agudo, vertical e resolve as jogadas com um ou dois toques. Diego é uma liderança, mas costuma cadenciar mais o jogo. O que não significa que seja descartável e os dois não possam jogar juntos. Com a suspensão de Bruno Henrique, por exemplo, é provável que o camisa 10 retorne ao time.

Fonte: GE