Moro será sabatinado no Senado por vazamentos ainda neste mês

Ceará ganha sua primeira estrada construída com cinzas de carvão
11 de junho de 2019
Laudo revela que menino de 9 anos levou 12 facadas e foi degolado vivo, no DF
11 de junho de 2019

O líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB), comunicou ao presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP) que o ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) irá à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para esclarecer vazamentos de conversas com o coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol.

Conforme carta assinada pelo emedebista, encaminhada a Alcolumbre, as possíveis datas são os dias 19 ou 26, ambos caindo em quartas-feiras.

Um amplo lote de conversas foi divulgado no último domingo pelo site The Intercept Brasil. Nele, é possível verificar Moro e Dallagnol trocando opiniões sobre o andamento da operação. Moro também dá conselhos ao procurador e cobra mais intensidade da operação.

“Manifestamos a nossa confiança no ministro Sergio Moro, certos de que esta será uma oportunidade para que ele demonstre a sua lisura e correção como juiz federal, refutando as críticas e ilações a respeito da sua conduta à frente da Operação Lava Jato”, pontua Bezerra Coelho.

Ver imagem no Twitter

Davi Alcolumbre

@davialcolumbre

Tomei conhecimento por meio do líder do governo, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PB), que o ministro da Justiça e Segurança Pública, @SF_Moro, se dispõe a comparecer à CCJ do @SenadoFederal para prestar esclarecimentos sobre as últimas notícias veiculadas na imprensa.

Fonte: O Povo

Atitude Online