Adversário do Ceará, Vasco enfrenta greve de funcionários por falta de pagamento

Ceni reclama do VAR e vibra com vitória sobre Cruzeiro: “Jogamos com alma e coração”
13 de junho de 2019
Polícia cumpre mais de 100 mandados em operação contra crime organizado em Sobral
13 de junho de 2019

Adversário do Ceará nesta quinta-feira (13), às 19h15, em São Januário (RJ), pelo Brasileirão, o Vasco vive momento conturbado dentro e fora de campo. O ambiente cruz-maltino foi tenso na manhã desta quarta-feira. Isso por conta de uma greve dos funcionários, que estão com salários atrasados, na entrada da sede social do clube. Há três meses sem receber, eles fecharam os portões e o fornecimento de energia foi cortado, o que fez com alunos da escola de São Januário fossem liberados.

Em busca da segunda vitória no Campeonato Brasileiro, que poderá tirá-lo da zona de rebaixamento, os jogadores do Vasco afirma estarem focados na partida contra o Ceará. Essa concentração é pedida pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, que quer mais tranquilidade para trabalhar durante a parada do calendário para a disputa da Copa América.

A greve foi encerrada perto do meio-dia depois de uma reunião com o presidente Alexandre Campello, que se reuniu com os empregados, explicou a situação e prometeu pagar pelo menos uma folha salarial até o final desta semana.

 

 

 

Fonte: DN