STF decide manter Lula preso

Pai e filha salvadorenhos morrem ao atravessar rio na tentativa de chegar aos EUA
26 de junho de 2019
Sobral: homem é preso com cartões clonados tentando efetuar saque em agência bancária
26 de junho de 2019

A presidente da Segunda Turma, ministra Cármen Lúcia, também votou contra a proposta de Gilmar Mendes de soltar Lula até que o habeas corpus fosse julgado. Com isso, os ministros decidiram analisar o mérito do pedido de liberdade do ex-presidente.

Para Celso de Mello, é possível ao juiz usar seu “poder geral de cautela toda vez que se cuidar de algo favorável ao acusado”, mas, nesse caso, há “três títulos condenatórios emanados [contra Lula]”. O ministro disse ainda que esse entendimento não é uma antecipação de seu voto, “nem apreciação do fundo da controvérsia”, o que será feito em “momento oportuno”.

O decano da Corte, ministro Celso de Mello, também votou para negar a concessão de liberdade temporária a Lula até que a Segunda Turma julgue seu habeas corpus.

 

Fonte: G1.com

Atitude Online