Eclipse não será visto no céu do Ceará, mas Nasa fará transmissão; assista aqui

Itapajé: caminhão fica parcialmente destruído após pane gerar incêndio
2 de julho de 2019
Corpos de duas crianças são encontrados em lagoa de parque ecológico
2 de julho de 2019

Um evento astronômico importante para história da humanidade ocorrerá na tarde desta terça-feira, 2, na América do Sul: o eclipse solar. O fenômeno poderá ser observado totalmente na Argentina e no Chile e parcialmente em alguns estados do Norte, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. Quem estiver no Ceará não poderá vê-lo a olho nu, no entanto, a sobreposição dos astros será transmitida pela a agência espacial Nasa e retransmitida pelo Site da Atitude FM.

Este eclipse é considerado o maior evento astronômico do ano, que acontece a partir do alinhamento entre o Sol, a Lua e a Terra, deixando parte do planeta na escuridão por alguns minutos. Com exceção do Nordeste, o fenômeno deve ser observado de 5% a 60% nas demais regiões brasileiras. O Sol deverá começar a desaparecer, graças a sobreposição da Lua, a partir das 16h38min (horário de Brasília).

De acordo com informações da Nasa, o eclipse solar total começará no Oceano Pacífico (a leste da Nova Zelândia) e de lá percorrerá a América do Sul, do oeste para leste, passando 16h38min (hora Brasília) pelas regiões de Atacama e Coquimbo, no Chile. A partir das 17h40min, pelas províncias argentinas de San Juan, La Rioja, San Luis, Córdoba, Santa Fé e norte de Buenos Aires. Antes de se perder pelo Oceano Atlântico, passará pelo Uruguai. Eclipses totais do Sol ocorrem com certa frequência, em locais diferentes. Sua média de duração varia de dois a sete minutos.

 

Fonte: O Povo

Atitude Online