Família de universitária morta por Zé do Valério paga recompensa de R$ 10 mil para homem que ajudou a polícia a prender o suspeito

Operação na Serra da Ibiapaba captura 11 pessoas e apreende aproximadamente 5 quilos de drogas
13 de julho de 2019
Criança de 3 anos morre e avó sofre queimaduras em incêndio dentro de casa em Juazeiro do Norte
13 de julho de 2019

A família da universitária Danielle Oliveira, 20 anos, estuprada e morta em Pedra Branca, no interior do Ceará, em abril deste ano, pagou R$ 10 mil como “forma de gratidão” ao agricultor João Elias, que ajudou a polícia a prender José Pereira da Costa, conhecido como Zé do Valério, suspeito de ter cometido o crime. Ele foi preso na manhã desta sexta-feira (12) na localidade de Jatobá Medonho, no Piauí.

“Nossa família se reuniu e todo mundo ajudou. Conseguimos levantar o valor de R$ 10 mil e demos para ele como forma de gratidão pelo que ele fez. Esse monstro que tirou a vida da minha menina é muito perigoso e o homem que ajudou a prender ele foi muito corajoso. Eu agradeço a Deus sabendo que agora a Justiça será feita”, disse Joelma Oliveira, mãe de Danielle.

Elias chegou a colocar remédio na comida do suspeito tentando dopá-lo antes dele ser preso. Segundo uma fonte, o homem mora no município de Buriti dos Montes, no Piauí, próximo à localidade de Jatobá Medonho, onde o suspeito foi preso.

“Minha filha era cheia de vida. Tinha 20 anos, já estava encaminhada na vida. Estava planejando se casar com seu namorado e muito feliz com a faculdade e com a lojinha que ela tinha. É impossível descrever o tamanho da nossa dor e do nosso sofrimento”, disse Joelma.

 

 

O crime

 

 

A jovem Danielle desapareceu no dia 24 de abril e foi encontrada morta no dia seguinte em um sítio vizinho ao da sua família, em Pedra Branca. O corpo da universitária estava despido e com um ferimento no olho esquerdo.

Zé do Valério havia trabalhado no sítio da família, onde a universitária estava antes de desaparecer, prestando serviços como vaqueiro e amansando animais. O suspeito teve prisão decretada pelo crime.

Fonte: G1/CE

Atitude Online