Itapajé: Coordenadora Estadual do Outubro Rosa propõe parceria com o município para desenvolver ações de combate ao câncer de mama

Suspeito de assalto morre ao apontar arma para policiais do Raio
12 de agosto de 2019
Tentativa de assalto acaba frustrada e bandido detido pelo RAIO em Itapipoca
13 de agosto de 2019

O Movimento Outubro Rosa Ceará, coordenado pela Dra. Valéria Mendonça, deverá firmar parceria com o município de Itapajé para desenvolver ações de combate ao câncer de mama durante o mês de mobilização nacional. A aproximação entre a coordenadora do Movimento e a administração municipal ocorreu por intermédio do vereador José Deuzimar Pedrosa, conhecido como Zé Anão, e da advogada e presidente da ONG MOVAMU’S, Clara Silveira.

 

Dra. Valéria, que também é coordenadora de saúde pública da Secretaria Estadual da Saúde, visitou na última sexta-feira, dia 10, o município e esteve nas secretarias municipais da Saúde, Educação, Trabalho e Assistência Social e Gabinete do Prefeito. Na ocasião teve produtiva conversa com o assessor especial do prefeito Dimas Cruz, Fugêncio Cruz, que se comprometeu em dar o apoio necessário para o desenvolvimento de projetos de saúde da mulher.

 

A ideia é envolver Governo do Estado do Ceará, prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores e organizações da sociedade civil no esforço de difundir informações sobre saúde e como prevenir doenças. No mês de outubro, dedicado aos cuidados com a saúde da mulher, Itapajé deverá ser o centro das atividades do Outubro Rosa no Vale do Curu.

 

Também deverá ser lançado no município o movimento “Todos Juntos Pela Saúde”, iniciativa que pretende conscientizar a todos quanto aos cuidados básicos com a própria saúde, reduzindo a necessidade de atendimentos de urgência motivados por doenças perfeitamente evitáveis ou controláveis, como diabetes e hipertensão.

 

Dra. Valéria Mendonça destacou a importância de envolvimento da sociedade civil e de entidades mobilizadoras como a ONG Movimento de Valorização da Mulher – MOVAMU’S, presidida pela advogada Clara Silveira, que vem desde 2005 lutando pelos direitos da mulher.

 

Neste ano o Movimento Outubro Rosa também deve propor mobilização em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS). Muito embora tenha suas falhas, o SUS é o maior e mais abrangente sistema de saúde público do mundo, acolhendo gratuitamente pacientes com câncer e outras doenças graves sem custos. Diante do movimento político que hoje domina o país há receio de muitos que militam pela causa do SUS que propostas de “descontinuidade” e de redução de sua malha de proteção ganhem força na agenda política nacional.

 

No mês de setembro outras reuniões deverão ocorrer para novo planejamento das ações do Outubro Rosa em Itapajé.