Itapajé: Câmara de Vereadores faz licitação para aluguel de carros e compra de combustíveis; gasolina será suficiente para rodar mais de 97 mil km

Lulu Santos dá corte na plateia do ‘The Voice’ e deixa até Tiago Leifert sem graça
6 de setembro de 2019
Acidente envolvendo duas motos na CE-243, região serrana, deixa dois motociclista gravemente feridos
6 de setembro de 2019

A Câmara Municipal de Vereadores de Itapajé concluiu recentemente licitação para aluguel de veículos e compra de combustível. Na primeira concorrência pública a vencedora foi a empresa C.H.M.A SALES – ME | CPF/CNPJ: 19.373.424/0001-20, que deve locar para o legislativo municipal 03 (três) veículos com motorista, motor 1.0, com capacidade de 05 (cinco) lugares, 04 (quatro) portas laterais, ar-condicionado, direção elétrica ou hidráulica, ano de fabricação não inferior a 2016 e motor a gasolina ou bicombustível . O custo da locação será de R$ 79.200,00, e o contrato é válido por seis meses, podendo ser prorrogado por igual período.

 

Na segunda licitação, para aquisição de combustíveis, a empresa vencedora foi a PBB COMERCIO DE COMBUSTÍVEIS LTDA, CPF/CNPJ: 18.717.475/0004-01, que poderá vender até R$ 37.200,00 em gasolina comum para a Câmara de Vereadores. A empresa venceu o certame oferecendo o combustível por R$ 4,65 cada litro. O valor será suficiente para adquirir até 8.000 (oito mil) litros de gasolina.

 

A julgar pelas informações contidas na primeira licitação, de aluguel de veículos, os carros que deverão ser oferecidos ao parlamento municipal são modelo Fiat Palio com motorização 1.0. De acordo com a fabricante, um carro como esse faz cerca 12,2 quilômetros com um litro de gasolina (consumo urbano). Ou seja, a quantidade de combustível licitada é suficiente para rodar até 97.600 quilômetros. Se dividirmos esse número por três, chegaremos a 32.533 quilômetros para cada carro a ser alugado. Juntos os carros poderiam percorrer mais de 780 vezes o trajeto entre Itapajé e Fortaleza.

 

Ressalte-se que esta é a primeira vez nesta legislatura que a Câmara de Vereadores realiza licitação para a aquisição de combustíveis e aluguel de carros. Antes o presidente da Casa, Bruno Francisco Cruz adotava um discurso de austeridade. Caso o presidente da Câmara quisesse, poderia adquirir veículos novos de modo a soma-los ao patrimônio público. Com cofres cheios, a Casa do Povo têm cerca de R$ 1,3 milhão em caixa, fruto de sobras de dccuodécimo que o presidente se recusa a reintegrar ao orçamento do executivo municipal. A aquisição de três veículos novos sairia por aproximadamente R$ 150 mil (Fiat Argo 1.3 flex) e considerando que os carros poderiam servir aos propósitos do parlamento municipal por pelo menos cinco anos, com posterior renovação da frota, o legislativo deixaria de gastar quase R$ 800 mil, uma vez que os aluguéis custarão aos contribuintes R$ 13.200,00 mensais.