‘Caneta Azul’: conheça o criador da letra e a versão eletrônica de Alok

Avanço do óleo ameaça área de manguezais no Ceará
29 de outubro de 2019
Pós-Previdência, Guedes vai enviar ao Congresso pacote para contas públicas
29 de outubro de 2019

Criada pelo vigilante da cidade de Balsas, Manoel Jardim Gomes, a composição “Caneta Azul” já virou hit presente no repertório de cantores de forró e sertanejo. O compositor tem 49 anos de idade e diz que compõe desde os 15. Em entrevista a TV Mirante, afiliada da TV Globo no Maranhão, o cantor revelou como nasceu a música.

“Eu ia para o colégio e perdi a caneta azul. Lá no colégio eu perdia uma, perdia outra, aí ninguém me deu a caneta que tava meu registro nela. Eu não achei e, no outro dia, fiz a música”, disse Manoel em entrevista. Nesta segunda-feira (28), o compositor foi até um cartório registrar “Caneta Azul”.

Assista versão de Alok:

Nos últimos dias, artistas de todos os ritmos se renderam ao fenômeno musical. Simaria, da dupla com Simone, Tirulipa, Wesley Safadão e até o trio Parada Dura interpretaram a canção em shows. Não bastasse o sucesso no Brasil, a letra ganhou versão eletrônica de Alok. O DJ fez um remix e lançou a canção no Festival de música eletrônica Escape Psycho Circus, na Califórnia.

Veja versão original:

Diario do Nordeste