Veja 10 dicas para ir ao supermercado sem correr risco de se contaminar com o coronavírus

“Ficar em casa”, é a recomendação mais frisada em tempos de pandemia do novo coronavírus (Covid-19), mas nem sempre é possível atender o alerta. Alguns serviços continuam sendo essenciais para a população. Por isso, veja estas dicas e guia de como ir e voltar em segurança desses locais.

-O médico Frederico Arnaud, diretor da Associação Brasileira de Medicina de Emergência, deu algumas dicas de como proceder. As roupas usadas do lado de fora não devem ser reutilizadas, isso evita que, caso contaminadas, o vírus possa se propagar. A utilização de máscaras, inclusive artesanais, é indicada quando houver interação com outras pessoas. 

Acompanhe o passo a passo para ir ao supermercado. 

1 – Utilizar sapatos fechados

Não há restrições na hora de escolher a roupa, mas é contraindicado o uso de sandálias, pela maior exposição. 

2 – Higienizar as mãos antes de sair de casa 

Se possível, disponibilizar álcool em gel perto da porta.

3 – Usar o cotovelo para chamar o elevador ou empurrar o portão

“Quando for apertar o botão do elevador, use o cotovelo e abra a porta com o pé. Em termos gerais,a indicação é evitar tocar em qualquer superfície e, ao tocar, higienizar o mais rápido possível as mãos”, explica o especialista.

4 – Cuidados ao utilizar o transporte público 

No transporte público, é impossível não tocar em nada, por isso é necessário redobrar o cuidado com a higiene. Deve-se evitar o contato com dinheiro em espécie e procurar utilizar os meios eletrônicos, com o bilhete único, para pagar a passagem. Ao desembarcar, higienizar novamente as mãos com álcool em gel. 

5 – Observar o ambiente

O distanciamento social é a medida mais segura em todas as ocasiões, inclusive na hora das compras. “Procure ir ao supermercado em horários com menor fluxo de pessoas e, caso esteja lotado, espere um pouco antes de entrar”, alerta o médico.

6 – Escolher os produtos 

Programar as saídas é passo fundamental para prevenção. Por isso, é imprescindível elaborar uma lista dos itens que precisam ser comprados. “Toque nas coisas o mínimo possível, pegue apenas no que for comprar”, recomenda. 

7 – Na hora de pagar 

A regra de manter a distância serve também para o pagamento. Em alguns lugares, já é possível pagar sem contato, quando o cliente aproxima o cartão da maquineta e o pagamento é realizado. Caso não seja possível, pode-se utilizar o cartão de crédito da maneira convencional e higienizar as mãos após usar o teclado para digitar a senha. Em último caso, se for necessário receber dinheiro em espécie, as cédulas devem ser guardadas em um lugar de difícil acesso e as mãos novamente higienizadas. 

8 – Entrar em casa

“Antes da porta é importante manter um pano umedecido com hipoclorito. Deixar os sapatos fora, limpar os pés no pano e ir direto para o banheiro, tomar banho. As roupas devem ser colocadas em um saco plástico e para lavar”.

9 – Cuidado com os cabelos

“Para o cabelo, é recomendado que coloque o shampoo ou detergente com o cabelo ainda seco e ampliar a aplicação para a face e pescoço, que são as áreas mais expostas. Após tirar a substância, pode pode lavar normalmente. Ir com ele preso ou solto não vai fazer tanta diferença”, explica dr. Frederico. 

10 – Como lidar com as compras?

Alguns estabelecimentos dispõem de álcool 70% nas saídas. Se for o caso, é indicado limpar as compras antes de levá-las para casa. Caso não seja possível, a limpeza deve ser feita do lado de fora da residência ou em uma área de serviço. As frutas e legumes podem ser lavados com água e sabão. As embalagens que não puderem ser molhadas, devem ser limpas com álcool 70%, mesmo aquelas que precisem mudar de recipiente, como é o caso de frios e carnes. As sacolas plásticas devem ser descartadas.

Fonte: Diário do Nordeste

Veja Também