Fortaleza: Hospitais de campanha destinados a pacientes com Covid-19 começam a ser desmontados

Hospitais de campanha de Fortaleza destinados ao atendimento de pacientes com Covid-19 registam redução nas internações e começam a ser desmontados.

Considerada o epicentro de contaminação pela Covid-19, desde março, mês em que os casos da doença começaram a ser diagnósticos no Ceará, Fortaleza é a primeira cidade do Estado a apresentar redução nas internações por coronavírus. Profissionais da saúde comemoram a diminuição da propagação com o esvaziamento desses pacientes nos hospitais.

O Hospital de Campanha da Unimed será desmontado já na terça-feira (30) e alas da unidade de campanha do Hospital do Coração de Messejana que estavam atendendo exclusivamente Covid-19 passaram a atender pacientes com outras enfermidades. Os demais hospitais de campanha, como o montado no Estadío Presidente Vargas, em Fortaleza, e o montado no estacionamento do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), continuam operando.

 

Hospital desmontado

 

O presidente da Unimed Fortaleza, Elias Leite fala sobre a batalha travada contra o coronavírus. “Muitas vezes entrei aqui (no hospital de campanha da Unimed Fortaleza) e estava lotado de pacientes, alguns graves. Muitas vezes a sensação era de medo, impotência, mas nunca deixamos de lutar e agora estamos há três semanas sem nenhum paciente aqui no hospital de campanha. Por isso estamos partindo para desmontá-lo”, revela.

unidade de saúde que começa a ser desmontada nesta terça-feira (30) foi instalada no  estacionamento do Hospital Unimed (Avenida Visconde do Rio Branco). O equipamento, construído em uma semana, foi entregue no dia 29 de março. A unidade contava com 720 m² e 44 vagas de leitos de internação ou medicação, além de uma área de triagem, para atender pacientes com suspeita de coronavírus.

Conforme a diretora geral do Hospital Regional Unimed e professora do curso de Medicina da Universidade de Fortaleza, Fernanda Colares, há três semanas que o hospital de campanha está sem utilização, por isso será desmontado. “O equipamento será desmontado, mas continuamos com unidades de internação dentro do hospital Unimed para atender com maior conforto os pacientes com coronavírus”, destaca a pediatra.

A médica também chama a atenção da população para os cuidados no sentido de evitar a contaminação pelo vírus. Afinal, ainda não tem vacina para combater à Covid-19.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Veja Também