Com rodoviária fechada, motoristas de Sobral oferecem ‘carona paga’ irregular

Sete semanas após o início do decreto de lockdown por causa da pandemia, a cidade de Sobral, na Região Norte do Ceará, começa a reabrir setores do comércio nesta quarta-feira (15). No entanto, o transporte intermunicipal permanece proibido, e há denúncias de transporte irregular sendo realizado com frequência no município, com motoristas cobrando até R$ 80 por um trecho de viagem.

O Ceará contabiliza 139.437 casos confirmados da Covid-19, com 6.977 mortes em decorrência da infecção, segundo informações da plataforma Integrasus, atualizada às 10h25 desta terça-feira (14). Sobral é a segunda cidade com maior número de casos, somando 8.544 confirmações. Na principal cidade da Região Norte, 262 pessoas não resistiram à doença.

 

‘Carona paga’

 

rodoviária de Sobral continua fechada. Com isso, os populares estão recorrendo a alternativas como a “carona paga”, feita em veículos particulares de terceiros.

A reportagem apurou que uma “carona paga” de Sobral a Fortaleza está sendo oferecida a R$ 80. No entanto, esse tipo de transporte é irregular.

Em nota, a Prefeitura de Sobral afirmou ter intensificado as fiscalizações para proibir a prática. O motorista flagrado realizando o transporte irregular pode ser autuado e pagar multa de R$ 293.

A infração é considerada gravíssima e acarreta sete pontos na carteira de habilitação.

 

Retorno das atividades

 

Voltam a funcionar em Sobral, a partir desta quarta-feira (15), estabelecimentos como barbearias, salões de beleza, setor de comunicação e publicidade, e fabricação de móveis. Todos deverão abrir com quadro de funcionários reduzido.

“Esses indicadores nos permitem avançar um pouco mais na abertura de algumas atividades socioeconômicas”, disse o prefeito de Sobral Ivo Gomes.

Uma pesquisa da Secretaria de Saúde do Estad (Sesa) indica que 24 mil pessoas já podem ter anticorpos para o novo coronavírus em Sobral. Um outro estudo, publicado pela Universidade Federal de Pelotas no início de julho, indica que 26,4% da população sobralense foi infectada pelo vírus.

 

Fonte:  G1/CE

Veja Também