Categorias

Ceará gera 2 mil empregos em maio e tem 3º mês seguido de saldo positivo

O Ceará gerou 2.039 postos formais de trabalho em maio deste ano e tem o terceiro mês seguido com saldo positivo na geração de empregos. Construção civil foi o setor que mais empregou no mês, com 1.534 trabalhadores assinando a carteira; na área de serviços, foram 1.054 novos postos. Em todo o Brasil, foram gerados 33.659 postos.

Maio foi o terceiro mês seguido em que há mais contratações que demissões no Ceará. Em fevereiro, o saldo foi negativo, com perda de 375 postos de trabalho.

Houve redução na indústria da transformação (-228), comércio (-213) e agropecuária (-122). Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (20) pelo Ministério do Trabalho e Emprego e fazem parte do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged).

Quando o estado cria vagas de trabalho em um determinado período, significa que as contratações superaram as demissões.

Geração por região

Segundo o governo, houve criação de vagas formais, ou seja, com carteira assinada, em quatro das cinco regiões do país em maio deste ano.

A região Sudeste liderou, com a criação de 30.840 vagas formais, seguida pelas regiões Nordeste (+10.710) e Centro-Oeste (+3.962).

A região Norte, por sua vez, abriu 1.560 vagas com carteira assinada em maio, ao mesmo tempo em que foram registradas 13.413 demissões na região Sul.

Segundo o governo, 16 unidades da federação registraram variação positiva no saldo de emprego e 11, queda.

 

Os maiores aumentos aconteceram em Minas Gerais (+19.823 empregos) e São Paulo (+9.155 vínculos); enquanto os maiores recuos foram registrados no Rio Grande do Sul (-10.727 vagas) e Santa Catarina (-4.484 empregos).

G1Ce

Comentar Via Facebook

Comentários