Categorias

Itapajé: Delegada é empossada com a missão de dar continuidade às investigações da operação “Silêncio dos Inocentes”

Tomou posse na tarde desta segunda-feira, 09, a nova delegada titular da Delegacia de Polícia Civil de Itapajé, Rogéria Neusa Sousa. Ela assume o comando da Polícia Judiciária após remoção do delegado André Firmino, transferido da cidade há mais de vinte dias.

 

Para dar posse à nova delegada, estiveram em Itapajé o Delegado-Geral da Polícia Civil, Everardo Lima, o delegado titular do Departamento de Polícia do Interior, Marcos Aurélio de França e o titular da Delegacia de Combate a Exploração da Criança e Adolescente (DECECA), Levy Louzada.

 

Dra. Rogéria Neusa Sousa assume o cargo com a missão de dar continuidade às investigações de abusos sexuais contra crianças e adolescentes, iniciadas pelo seu antecessor, André Firmino, a partir da deflagração da operação “Silêncio dos Inocentes”. Atualmente 58 denúncias de abuso sexual são acompanhadas pelo Conselho Tutelar.

 

O caso que mais repercutiu na mídia ocorreu no colégio Patronato São José. Naquela escola dois funcionários abusaram de um menino de seis anos, reiteradas vezes, sem que o núcleo gestor do educandário, dirigido pelo ex-prefeito Padre Marques, tomasse ciência. Somente após denúncia dos pais da criança e consequente prisão dos maníacos, os casos de abuso tiveram fim.

 

Ao iniciar as investigações, André Firmino afirmou em declarações à imprensa que não descartava que outras crianças tivessem sido abusadas dentro da escola. Firmino chegou a dizer que “muita coisa errada ainda precisava ainda ser investigada no Patronato São José”. Apesar do escândalo, o bispo Dom Antônio Cavuto, da Diocese de Itapipoca, instituição mantenedora do educandário, descartou qualquer possibilidade de afastar Padre Marques do comando do colégio para que fossem averiguadas possíveis omissões que podem ter proporcionado o ambiente favorável à prática dos crimes.

 

A delegada ainda deverá dar prosseguimento a outras investigações importantes deixadas inacabadas por Firmino, dentre elas o suposto esquema de falsificação de notas escolares em uma escola municipal para favorecer o município na obtenção de maior auxílio financeiro do Governo Federal. Essa operação foi batizada de “Educação do Mal”.

 

Ainda no que diz respeito à operação “Silêncio dos Inocentes”, o Delegado-Geral da Polícia Civil expediu recomendação para que a Dra. Rogéria Neusa Sousa acione sempre que julgar necessário a Dececa para que a Delegacia Especializada trabalhe em conjunto com Itapajé para elucidar os crimes sexuais contra menores.

 

Ainda de acordo com Dr. Everardo Lima, o secretário estadual de segurança pública, André dos Santos Costa, estará em Itapajé na próxima quinta-feira, dia 12, para melhor se inteirar das investigações em curso no município.

 

Confira entrevista com a Dra. Rogéria Neusa Sousa na edição desta terça-feira, dia 10, do Jornal Integração.

 

 

Mardem Lopes

DRT 2652 CE

 

Comentar Via Facebook

Comentários