Categorias

Nova oscilação no time do Fortaleza coincide com ausências de Derley e Nenê Bonilha, eficientes a seu estilo

No primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro, o volante Derley caiu nas graças da torcida do Fortaleza, com grandes atuações, sendo um exímio marcador. Jogando com raça e dividindo bolas com vigor físico, lembrou outros cabeças-de-área que fizeram história no clube.

No segundo turno, com a lesão muscular na região pubiana do volante Jean Patrick, o segundo turno foi o cenário propício para o surgimento de Nenê Bonilha, que também mostrou-se eficiente na função de desarmar e também contribuir com o ataque. O fato de o Leão do Pici estar há três jogos sem vitória na Série B coincide com a ausência desses dois jogadores. Isso sem falar no meia Marlon, que está com um edema na coxa.

Pegador

Derley, por ser considerado um volante com características mais fortes de marcação, perdeu espaço para outros que jogam mais ofensivamente, segundo avaliação da comissão técnica. Já Nenê Bonilha saiu do time por conta de um estiramento muscular, com previsão de retorno em até três semanas. O atleta já está em fase de transição.

Nos sete jogos iniciais do primeiro turno da Série B, o Leão sofreu apenas quatro gols e vale a pena notar a coincidência. O volante Derley esteve presente em seis desses jogos, dando sustentáculo a uma meia cancha que se encaixou, com Derley, Jean Patrick e Dodô. Aos poucos, Derley perdeu a posição para Felipe, que joga mais ofensivamente, porém, sem o mesmo poder de marcação do colega de posição.

 

Fonte: DN

Comentar Via Facebook

Comentários