Categorias
Últimas Notícias

Redes sociais são aposta em pré-campanha no CE

Diante de um pleito eleitoral em que a figura do homem público está desacreditada por parte do eleitorado, as redes sociais na internet tendem a ser um mecanismo utilizado pelos pretensos candidatos para se aproximar das pessoas. Praticamente todos os pré-candidatos no Ceará já perceberam a importância dessas ferramentas e cada vez mais estão investindo tempo e recursos financeiros para aprimorar páginas em plataformas online.

O Facebook ainda é a rede social mais utilizada por políticos cearenses, visto sua abrangência em relação à população local. O período curto da campanha neste ano, que oficialmente terá apenas 45 dias de duração, e a falta de recursos para visitar todos os colégios eleitorais no Estado podem fazer, das redes sociais, ferramentas prioritárias para algumas candidaturas.

O Diário do Nordeste analisou páginas dos pré-candidatos ao Governo do Estado no Facebook, bem como de postulantes à Assembleia Legislativa e ao Congresso Nacional, para verificar como os políticos cearenses têm usado a plataforma durante a pré-campanha. Para os que vão disputar cargos majoritários, o foco tem estado em publicações sobre temas como Segurança, Saúde e geração de emprego. Já entre pretensos candidatos ao Legislativo, o importante é demonstrar proximidade com o eleitorado dos municípios que representam.

O governador Camilo Santana (PT) pretende disputar reeleição neste ano e, para isso, tem intensificado não só visitas ao Interior do Estado, para entrega de obras e assinatura de ordens de serviços, mas também a presença em redes sociais, nas quais assessores publicam de cinco a sete vezes diariamente.

No Facebook desde 2014, quando foi eleito, Camilo possui 323 mil “curtidas” e “curte” apenas outras duas páginas, a da primeira-dama, Onélia Santana, e a de um coletivo de fotografia, o “Arca Press”. Mais assíduo nas redes sociais do que os seus dois pretensos adversários, o governador, geralmente, divulga no Facebook ações como entregas de Areninhas, anúncios de investimentos na área de Segurança e inaugurações de escolas e outros equipamentos.

Ele também interage com seguidores, principalmente às terças-feiras, quando promove bate-papos transmitidos ao vivo, respondendo a perguntas e apresentando ações da gestão. É durante essas interações que o petista anuncia, por exemplo, a realização de concursos públicos.

O general Guilherme Theophilo (PSDB), aos poucos, vem se apresentando nas redes sociais como o pré-candidato da oposição no Ceará. No Facebook desde 2015, as principais postagens dele até março deste ano diziam respeito apenas a ações militares, principalmente, na Amazônia. Recentemente, o foco mudou e ele passou a fazer críticas ao Governo e apontar problemas dos cearenses.

Com 64 mil seguidores, a página do General Theophilo (como ele se apresenta nas redes sociais) passou por uma transformação. Saiu a imagem do militar de uniforme para o homem sorridente em roupas simples. Ele não “curte” outras páginas, mas o Facebook o relaciona com as páginas do Exército Brasileiro, do general Eduardo Villas Boas e de Jair Bolsonaro, pré-candidato do PSL a presidente.

Mudança

No dia 26 de março passado, o general decidiu encerrar suas atividades na rede social por conta do fim dos trabalhos à frente do Comando Logístico do Exército Brasileiro, e no dia 11 de maio voltou a utilizar sua página para perguntar aos seguidores sobre alternativas para melhoria da segurança no Ceará. No dia 13 de maio passado, ele anunciou a pré-candidatura ao Governo.

Desde que retomou o uso das redes sociais, em especial o Facebook, para divulgar atividades como pré-candidato, Theophilo realizou 48 postagens (até ontem) em sua página, muitas delas ao lado de Tasso Jereissati e Capitão Wagner, únicos remanescentes da cúpula de oposição no Ceará que apostam na postulação do general. Nas últimas publicações, ele tem utilizado com frequência o termo “problemas”, principalmente ao tratar de visitas que fez a algumas regiões do Ceará, como o Cariri e a região Norte.

O socialista Ailton Lopes (PSOL) completou 40 anos em abril passado e anunciou, para os 23 mil seguidores no Facebook, que comemoraria seu aniversário na última sexta (8), para arrecadar recursos para o PSOL no Ceará.

O pré-candidato opina sobre assuntos em evidência na sociedade, como, mais recentemente, a paralisação dos caminhoneiros. É crítico da gestão Camilo Santana e de sua aliança partidária, que denomina como “condomínio eleitoral”. Também se opõe à oposição de Theophilo, visto que também é contrário às políticas adotadas pelo PSDB em âmbito nacional e local.

Deputados

Já os deputados estaduais, quase todos tentando reeleição, intensificaram não somente as visitas aos municípios do Interior, como também a participação nas redes sociais, principalmente, divulgando as incursões em seus colégios eleitorais. Governistas aproveitam também para registrar as participações em inaugurações de obras ao lado do governador. No entanto, poucos reclames de seguidores são respondidos de imediato pela maioria dos parlamentares.

Deputados estaduais pré-candidatos a vagas na Câmara Federal, como Rachel Marques (PT), Tomaz Holanda (PPS) e Capitão Wagner (PROS), já apresentaram no Facebook suas pretensões nesta postulação. Com exceção de Tomaz Holanda, os demais são muito atuantes. No Facebook, por exemplo, Wagner soma 259 mil seguidores.

 

Fonte: DN

Comentar Via Facebook

Comentários