Passageira é morta e motorista de aplicativo é baleado de raspão em Fortaleza

Caminhão tomba na CE-060 em Maracanaú,
23 de julho de 2019
Itapajé – Família Precisa Muito de sua Ajuda
23 de julho de 2019

Uma passageira foi morta ao desembarcar de um carro de aplicativo e o motorista do veículo foi baleado de raspão nas nádegas no cruzamento das ruas Rui Monte com Água Verde, no Bairro Dom Lustosa, em Fortaleza, na noite desta segunda-feira (22). O crime aconteceu por volta das 19h30.

Segundo o motorista, que terá a identidade preservada, a corrida teve início no Terminal do Antônio Bezerra e tinha como destino final a rua onde o homicídio aconteceu.

De acordo com o homem, durante o percurso a vítima ficou usando o aparelho celular, como se estivesse trocando mensagens com alguém. Ao chegar ao destino, a mulher desceu do carro e quando se prepara para pagar a corrida um motociclista apareceu no local e atirou contra ela.

O condutor do carro saiu do local e durante o caminho percebeu que havia sido ferido. O homem pediu ajuda aos policiais do 10º Distrito Policial, no Antônio Bezerra, e foi encaminhado para uma unidade hospitalar.

Após passar por uma avaliação, foi constatado que o ferimento do motorista era apenas superficial e ele retornou a delegacia para prestar depoimento sobre o caso.

O crime será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A mulher morta não foi identificada.

 

 

Perseguido, homem é morto a tiros

 

Um homem foi perseguido por suspeitos em um carro e morto a tiros na noite desta segunda-feira (22), no Bairro Planalto Ayrton Senna, em Fortaleza

Segundo a polícia, testemunhas disseram que a vítima, que ainda não teve a identidade divulgada, foi perseguida por suspeitos em um veículo. Ao chegar no cruzamento da Rua José Lucas com Rua B, um dos homens desceu do carro e efetuou vários disparos contra o homem. Após o crime, os suspeitos fugiram.

A Polícia Militar foi acionada e, ao chegar no local, encontrou a vítima já sem vida caída no chão. Cápsulas de pistola foram encontradas próximo ao corpo.

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) vai investigar o caso. Ainda não se sabe a motivação do crime.

Fonte: G1/CE

Atitude Online