Itapajé: Demutran está em fase de estudo para implantação da zona azul

Para dar melhor ordenamento ao trânsito, sobretudo no centro da cidade, o Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) pretende criar áreas pagas de estacionamento rotativo, as chamadas zonas azuis. De acordo com o diretor do órgão de trânsito de Itapajé, Ismael Brandão, a ideia é criar áreas em que somente será permitido estacionar por longos períodos a partir de pagamento de taxa. O modelo já é adotado por grandes e médias cidades do Ceará, tais como Fortaleza, Caucaia, Sobral, Tianguá, Juazeiro do Norte, etc.

 

Segundo Brandão, os valores cobrados não seriam abusivos e a medida garantiria a rotatividade das poucas vagas para estacionamento em vias públicas, sobretudo para carros. Segundo ele, alguns proprietários de veículos atualmente ocupam os espaços durante o dia todo sem a preocupação de ceder a vaga para outros cidadãos.

 

O disciplinamento de locais de estacionamento nos logradouros públicos se daria também dentro de horários e dias específicos, assegurando a rotatividade em períodos de maior fluxo. A medida também se faz necessária porque o centro chegou a um ponto em que não é possível mais ampliar locais para estacionamento, tampouco fazer o redimensionamento de ruas. Além disso Itapajé possui, de acordo com dados do Detran, mais de dezesseis mil veículos emplacados.

 

Um Projeto de Lei de autoria do Executivo solicitando autorização para instituição da zona azul já foi enviado à Câmara e deverá ser apreciado no mês de fevereiro, no início dos trabalhos do ano legislativo. Ismael afirmou ainda que tem interesse em debater com vereadores e sociedade civil os termos em que se implantaria esse novo sistema de estacionamento. É válido ressaltar que em nem todas as ruas do centro a zona azul seria instituída, ficando muitas para o estacionamento gratuito de veículos. Em outros logradouros seria permitido o estacionamento gratuito por curtos períodos, permitindo por exemplo o embarque  e desembarque de pessoas ou ainda que os condutores dos veículos ou passageiros pudessem realizar tarefas rápidas como ir à farmácia, por exemplo, sem necessidade de pagamento de taxa. O Demutran está em fase final de finalização do estudo.

Veja Também