Categorias

Há um ano, Moro disse que postular cargo político “não seria apropriado”

O juiz Sérgio Moro aceitou, na última quinta-feira, 1º, o convite para assumir a superpasta da Justiça no futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL). Após a decisão, entrevistas em que o juiz nega que seguiria carreira política voltaram a ser compartilhadas na Internet.

Há quase um ano, em dezembro de 2017, o magistrado afirmou à revista Veja que não seria apropriado prever carreira política. “Eu acho até que um ex-magistrado pode ser um bom político, pode ser um bom presidente”, dissse em entrevista ao vivo para as páginas amarelas da Veja.
“Mas eu entendo que no momento, e eu não vejo isso também no futuro, não seria apropriado da minha parte postular qualquer espécie de cargo político porque isso poderia, vamos dizer assim, colocar em dúvida a integridade do trabalho que eu fiz até o presente momento. Então, eu acho que não seria apropriado”, afirmou.
Em entrevista concedida ao jornal O Estado de S.Paulo, em 2016, o magistrado afirmou que “jamais” entraria para a política

. Ele disse: “Acho que a política é uma atividade importante, não tem nenhum demérito, muito pelo contrário, existe muito mérito em quem atua na política, mas eu sou um juiz, eu estou em outra realidade, outro tipo de trabalho, outro perfil. Então, não existe jamais esse risco”.

Levantamento do site Aos Fatos aponta que, antes de aceitar ministério da Justiça no governo Bolsonaro, Moro chegou a negar, pelo menos, oito vezes que seguiria carreira na política. Primeiro, para o Estado de S.Paulo. Depois, falou à revista Crusoé, à Bloomberg, BBC Brasil, Globo News, O Globo e até ao chileno La Tercera.
(Fonte: O Povo)

 Atitude Online

Comentar Via Facebook

Comentários