Categorias

Jair Bolsonaro toma posse como o novo Presidente da República

 

O presidente Jair Bolsonaro recebeu nesta terça-feira (1), no Palácio do Planalto, a faixa presidencial das mãos de seu antecessor, Michel Temer. Após a passagem da faixa, Bolsonaro ouviu a execução do hino nacional, acompanhado de Temer e de sua esposa, Marcela; da primeira-dama, Michelle, e do vice-presidente, Antonio Hamilton Mourão e da esposa deste, Paula.

Foram menos de cinco minutos entre a entrega da faixa para Jair Bolsonaro, no parlatório do Planalto, à saída do agora ex-presidente Michel Temer e a mulher, Marcela, pela garagem privativa do palácio.

A saída discreta do ex-presidente, que governou na sombra da impopularidade, não impediu que ele ouvisse vaias do público que estava na tarde de hoje na Praça dos Três Poderes. As vaias começaram logo que ele apareceu ao lado de Marcela no alto da rampa para recepcionar o casal Bolsonaro e o vice-presidente Hamilton Mourão e sua mulher, Paula.

Depois de ouvirem gritos de “Fora Temer” e também o nome da ex-primeira dama ser entoado em tom de galhofa pelo público que se concentrava na Praça dos Três Poderes, o ex-presidente e a mulher entraram, por volta de 17h (horário de Brasília), num dos elevadores do segundo andar e desceram até o pátio no subsolo, onde estava um comboio de carros da Presidência.

Sem ser notada pelos convidados de Bolsonaro que se concentravam na parte térrea do prédio, a comitiva de Temer deixou o Planalto pela saída lateral leste. O rumo era a Base Aérea de Brasília.

 

Público

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) estimou um público de 115 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios para a posse do presidente. O número é abaixo da estimativa do Palácio do Planalto, que contava com participação de 200 mil pessoas.

Trata-se de público superior ao da última posse presidencial, de Dilma Rousseff, estimado em 40 mil. Em 2003, na primeira posse do ex-presidente Lula, 71 mil pessoas estiveram presentes nos arredores do Palácio do Planalto.

 

Discurso Michele Bolsonaro

 

A primeira-dama Michelle Bolsonaro discursou na tarde desta terça-feira na cerimônia de posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL) no Parlatório. Segundo Michelle, “as urnas foram claras. O cidadão brasileiro quer segurança, paz e prosperidade”. O discurso foi feito em libras, linguagem brasileira de sinais, e traduzido por uma interprete.

Michele também aproveitou para agradecer a solidariedade da população ao seu marido durante o período de recuperação após o atentado em Juiz de Fora (MG). Emocionada, Michelle interrompeu o discurso em um momento e, em quebra de protocolo, beijou Bolsonaro duas vezes.

Na ocasião, a primeira-dama fez um aceno às pessoas com deficiência que, segundo ela, terão atenção especial neste governo. “Gostaria de me dirigir de forma especial à comunidade surda e de deficientes: vocês serão ouvidos”, defendeu, e emendou: “trabalho de ajuda que sempre fez parte da minha vida e que a partir de agora, como primeira-dama, posso ampliar de maneira significativa”.

Bolsonaro e Hamilton Mourão foram empossados às 15h (horário de Brasília) no Congresso Nacional. Ao assinar o termo de posse, o presidente da República chegou a afirmar que estava “casando” com os parlamentares.

Em seguida, por volta das 17h (horário de Brasília), Michel Temer transmitiu a faixa presidencial para o novo presidente. Bolsonaro subiu a rampa acompanhado de sua mulher Michelle e do vice-presidente Hamilton Mourão. Os apoiadores de Bolsonaro cantavam o “capitão voltou” na ocasião.

Fonte: Diário do Nordeste

Atitude Online

 

Comentar Via Facebook

Comentários