Categorias

O que fazer nesta semana entre as provas do Enem

 

Antes com provas em um único fim de semana, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tem os testes aplicados em dois domingos desde 2017. Entre o primeiro e o segundo dia de prova, os candidatos têm uma semana para descansar, organizar revisões e driblar a ansiedade. No primeiro domingo, 4, as questões foram sobre linguagens e ciências humanas, além da redação obrigatória. No dia 11, há mais 90 perguntas a serem respondidas, desta vez de matemática e ciências da natureza.

Manter o padrão de estudos é o desafio, segundo a psicóloga escolar Débora Araújo. Para ela, é preciso equilíbrio entre a revisão e o relaxamento. “É importante que o aluno não tente aprender conteúdos novos nesta semana, somente fazer questões para lembrar do que já sabe”. Por outro lado, ela alerta que descansar demais pode fazer com que se chegue “sem clima de prova” no domingo.

A estudante Melissa Lopes, 19, afirma que vai seguir essa lógica. “Exercitar o conteúdo é o mais importante desta última semana. Para a prova do primeiro domingo também usei essa tática e, quando cheguei na sala, parecia que estava só fazendo mais questões”.

Débora relata que muitos estudantes se perdem nas comparações com outros concorrentes e ficam mais ansiosos após o primeiro dia de prova. “Focar no passado não é indicado. Isso influencia negativamente na autoestima e na segurança para o teste que ainda está por vir”.

Pensando nisso, Marco Antônio Xavier, 19, decidiu não checar os gabaritos extraoficiais divulgados na internet. “Não adianta, só vai colocar mais pressão”.

De acordo com Rubens Oda, professor de Biologia do cursinho online Descomplica, verificar o gabarito da primeira prova pode servir para mudar de estratégia para o segundo domingo. “O Enem dividido em dois fins de semana é como uma partida de futebol separada em dois tempos. Mesmo com resultado abaixo do desejado no primeiro tempo, ainda dá para virar o jogo”.

Ele pondera, porém, que cada um deve ponderar se corrigir o exame traria mais ansiedade ou tranquilidade.

Além da preocupação com a alimentação e com o sono, ele indica a observação de temas recorrentes nas edições do Enem. A prova segue um padrão e, segundo ele, questões parecidas caem todos os anos.

Débora aconselha ainda evitar comentários que possam trazer desânimo. “Muitas vezes, redes sociais trazem sentimentos negativos. É fundamental estar com pessoas e proporcionar momentos que melhorem a autoestima”.

Dicas para a semana entre provas 

1. Revisar assuntos que são cobrados de forma recorrente nas edições do Enem

2. Assistir videoaulas e resolver provas antigas

3. Tentar revisar o que já sabe, e não procurar aprender conteúdos novos

4. Manter padrão de alimentação e hábitos saudáveis de sono

5. Ponderar se corrigir a primeira prova com gabaritos extraoficiais (não divulgados pelo Inep) trará mais tranquilidade ou ansiedade

6. Aliar diversão aos estudos, vendo documentários ou séries que discutem conteúdos do teste

7. Lembrar que somente o número de questões da primeira prova não são suficientes para saber a pontuação, devido à Teoria de Resposta ao Item (TRI) adotada pelo Enem

8. Ficar longe de espaços virtuais e discussões nas redes sociais que possam influenciar negativamente na autoestima em relação ao exame

Fonte: O Povo

Atitude Online

Comentar Via Facebook

Comentários