Categorias

A quarta passagem de Wescley pelo Ceará traz uma situação bem importante em termos históricos para o futebol local. O clube investiu U$ 1,2 milhão de dólares pelo atleta. Na conversão em reais, chegou-se à quantia de R$ 4,48 milhões. De longe, a maior aquisição da história do futebol cearense. Em termos de Nordeste, a transação alvinegra com o Vissel Kobe atingiu o posto de 6ª

O Ceará anunciou hoje à tarde a contratação do volante Auremir. O jogador atuou no futebol turco nas duas últimas temporadas. Natural de Recife e formado na base do Náutico, o jogador já também defendeu o Botafogo/PB, Paraná, Fortaleza, Sampaio Corrêa e Guarani. O jogador de 27 anos espera corresponder as espectativas da torcida alvinegra.

No ano de 2018, o Fortaleza contou com o meia Dodô, que fez bem o trabalho de articulação da meia-cancha na Série B do Campeonato Brasileiro. Quando ele não atuava, havia alguns suplentes para cumprir a função, como João Henrique, o próprio Marlon, que continua na equipe e Ederson, improvisado. No ano de 2019, quando

O torcedor do Fortaleza pode não ter percebido ainda, mas o elenco da equipe campeã da Série B do Campeonato Brasileiro de 2018 está sendo bastante reformulado. Dos quatro zagueiros que o clube tinha, Roger Carvalho, Diego Jussani, Ligger e Adalberto, ficou apenas um, no caso, Roger Carvalho, que renovou contrato. Os volantes foram quase todos embora, como Nenê Bonilha, Anderson Uchôa, Pablo(que também joga de lateral), Jean Patrick.

O Corinthians oficializou nesta sexta-feira a contratação do técnico Fábio Carille. Ele assinou contrato até dezembro de 2020 e substituirá Jair Ventura, demitido na segunda-feira depois da fraca campanha nos últimos três meses. A diretoria do clube paulista pagou a multa rescisória de US$ 700 mil (cerca de R$ 2,7 milhões) ao Al-Wehda, da Arábia

Com um pouco mais de opções, para o jogo do próximo domingo, às 18 horas, no Estádio Moisés Lucarelli, contra a Ponte Preta/SP, pela 14ª rodada da Série B, o técnico Rogério Ceni, do Fortaleza, tem duas dúvidas na cabeça para escalar a equipe. A primeira delas é no setor defensivo, onde Diego Jussani, que