Categorias

A Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou nesta quinta-feira (10) uma declaração de que não reconhece a legitimidade do novo mandato de Nicolás Maduro na Venezuela. A aprovação aconteceu logo após Maduro tomar posse para um novo mandato presidencial, previsto para durar até 2025. A resolução foi aprovada com 19 votos a favor, seis contrários, oito abstenções e

Líderes de Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Paraguai e Peru enviaram uma carta ao Tribunal Penal Internacional pedindo que investigue o governo venezuelano de Nicolás Maduro desde fevereiro de 2014 por crimes de lesa humanidade. Entre as acusações citadas pelo chanceler argentino, Jorge Faurie, às margens da ONU estão “detenções arbitrárias, assassinatos, execuções extrajudiciais, torturas, abusos sexuais, violações, atentados contra o devido processo”. Algumas