Categorias

Veja quem disputa a presidência da Assembleia

 

A menos de um mês da eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado, deputados do PDT – maior bancada da Casa – estão na expectativa em torno do nome que será indicado para concorrer à Presidência. Com a ida do atual presidente, deputado Zezinho Albuquerque (PDT), para a Secretaria das Cidades, outros quatro parlamentares da sigla pedetista ganham força na disputa. O senador eleito Cid Gomes (PDT) disse que vai iniciar as tratativas com o partido para chegar a um consenso. Zezinho também articula o nome que ele apoiará.

Os bastidores da eleição esquentaram nos últimos dias após a indicação de Zezinho Albuquerque no primeiro escalão do Governo Camilo Santana. Até então ele era um dos fortes candidatos à presidência da Casa, que ocupa hátrês mandatos seguidos. Naturalmente, quem já está no comando do Poder Legislativo Estadual tem mais estrutura para arregimentar apoio dos colegas e se cacifar novamente no cargo.

Com Zezinho fora do páreo, outros deputados do PDT que querem concorrer à Presidência, no próximo dia 1º de fevereiro, se fortalecem, são eles: Tin GomesEvandro LeitãoSérgio Aguiar e José Sarto. Tin, vice-presidente, e Evandro, líder do Governo do Estado na Assembleia Legislativa, porém, são os mais especulados nos bastidores.

 

Tin Gomes

 

Vice-presidente da Assembleia e primo dos irmãos Cid e Ciro Gomes, ele foi reeleito para o segundo mandato na Assembleia Legislativa. Também já foi vice-prefeito de Fortaleza, em 2008, e vereador por dois mandatos. Além de ter sido líder da Prefeitura na Câmara Municipal.

 

Evandro Leitão

 

Reeleito para o segundo mandato na Assembleia, ele foi líder do governo na primeira gestão de Camilo Santana e, portanto, é mais ligado ao governador. O parlamentar é ex-presidente do Ceará Sporting Club e atualmente preside o Conselho Deliberativo do clube.

 

Sérgio Aguiar

 

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, a mais importante da Casa, ele foi reeleito para o quarto mandato com a terceira maior votação no Estado. Também já ocupou o cargo de primeiro-secretário da Assembleia e já disputou a presidência em 2017.

 

José Sarto

 

Reeleito para o sétimo mandato como parlamentar, Sarto já foi vereador de Fortaleza por vários mandatos e já presidiu a Câmara Municipal. Eleito pela primeira vez deputado estadual em 2006, já foi vice-presidente da Assembleia e líder do governo Cid Gomes.

 

Apoio Abolição

 

Apesar de Zezinho estar oficialmente fora da disputa, ele ainda não foi empossado secretário e, portanto, segue na Presidência da Assembleia, o que torna ele peça-chave na sucessão. Principalmente porque Zezinho já contabilizava o apoio de mais de 30 deputados e esses votos são cobiçados pelos demais candidatos.

Tin Gomes (PDT) é um deles. O parlamentar, que é primo dos irmãos Cid e Ciro Gomes, também vem intensificando as investidas aos colegas em busca de se consagrar como o favorito. “A minha vantagem talvez seja porque eu estou aqui há seis anos presidindo as sessões. Tenho uma relação forte com os meus pares”.

Já Evandro Leitão (PDT), líder do governo na Assembleia e mais ligado a Camilo Santana, evita falar que deseja ser indicado do partido. “Eu sempre digo que sou um homem de projeto, de grupo e eu não tenho obsessão por algo pessoal. Eu coloco o meu nome à disposição se for para agregar”, destacou o deputado.

Sérgio Aguiar (PDT), que já disputou a eleição da Mesa em 2017, é outra alternativa, mas diz que “está aguardando os acontecimentos”. “Tenho todos os requisitos. Dos nomes ventilados eu fui o que tive maior votação”.

Quem também está na corrida é José Sarto (PDT). Um dos mais antigos na Casa, o parlamentar ressalta os cargos que já ocupou na vida pública. “Tendo sido presidente da Câmara de Fortaleza, vice-presidente da Assembleia. Creio poder ajudar a ampliar a participação da Assembleia”.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Atitude Online

Comentar Via Facebook

Comentários